Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

L.C. Ferreira Word

Porque tudo o que conheço não chega, porque nunca direi vezes suficientes e porque sim...

L.C. Ferreira Word

Porque tudo o que conheço não chega, porque nunca direi vezes suficientes e porque sim...

Um Adeus é Sempre uma Perda

por lcferreira, em 20.03.11

 Ela partiu.

 Levantou-se por entre o bafio e o cheiro a tinta seca e saiu corredor fora, levando tudo com ela.

 Levou os livros, os das receitas que aprendeu para o agraciar e os das estórias que lhe deram alento quando ele lhe faltou em companhia.

 

 Levou os anos, guardou-os na alma, o que deles restava depois dele os gastar.

 Levou as lágrimas, todas elas, as de ontem e as que insistiam em cair agora que tudo se acabava.

 

 Levou o amor, trapo rasgado e queimado, outrora sadio e vivo, parecia ter sido noutra vida.

 

 Levou-se a si mesma por aquele corredor, o pouco que ainda de si reconhecia, e era pouco, de tão vazia que estava.

 Levou os sonhos, um a um, os dela e os que tinha sonhado para eles, esse eles que se extinguiu pela humidade dos dias.

 Levou os segredos que escondeu dele e os que sendo dele, escondeu de si em negação assumida.

 

 Tudo ela levou e tudo lhe pesou o corpo marcado, todavia, era um peso menor do que o que carregara enquanto fora dele.

 

 Deixou-o em silêncio, ele não fez caso, pensando talvez ser apenas mais uma cena dramática, uma como tantas outras em busca de atenção, da sua atenção. Ele, que tanto mais tinha para fazer ao invés de dar validação à alucinação recorrente dela.

 

 Ela conhecia-o bem, sabia que não a seguiria nem entraria em desespero aflito, sentir-se-ia livre, sem ao menos entender que de entre os dois, era ela a prisioneira. Retida na sombra do Amor e na promessa d'um Amanhã que não chegava, ora porque não era a hora, ora porque ela o pedia em demasia.

 

 Deixou as desculpas vãs, as palavras ocas, deixou-as para o confortarem durante a noite.

 

 Saiu.

 Um rasto de perfume foi tudo o que ficou no corredor lôbrego, por entre o bafio e a tinta seca.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D